Seul é uma cidade moderna, tecnológica e organizada, mas esconde em algumas colinas da cidade casinhas de época (restauradas) construídos no estilo clássico coreano: hanok.

Um dos maiores complexos de casas no estilo hanok em Seul é a Bukchon, que fica entre os principais palácios (Gyeongbokgung e Changdeokgung)  e o Santuário Jongmyo.

Em coreano Bukchon significa “vila ao norte” que é a sua localização. Esse estilo arquitetônico se iniciou no período da dinastia Joseon, era usada para moradia de funcionários do governo da época.

Essas casas são construídas utilizando “ondol”, método de construção coreano onde o chão da casa é suspenso e o fogo utilizado para cozinhar passa o calor por uma abertura para o piso da casa, de forma a aquecer o chão.

Andando pelas ruas da vila podemos observar as pessoas que ainda moram lá, por esse motivo devemos não ir tão cedo ou muito tarde da noite e não fazer muito barulho. Algumas das casas são centros culturais e museus e também restaurantes.

Galerias de arte e restaurantes nessa escadaria

Numa das ruas da Bukchon visitamos um centro cultural com algumas exposições de roupas, móveis e quadros da época, além da casa em si. Dentro da casa do centro havia uma lojinha de souvenirs e bebidas.

Eu e marido tomos um chá típico coreano numa dessas casinhas. Na entrada tiramos nosso sapato, nos sentamos nas almofadas no chão e a atendente nos trouxe água quente! Isso mesmo, água quente! É bem estranho beber água pura quente, mas com o frio que fazia até digo que ajudou.

vejam o copo de água quente ali…rsrs

Em pouco tempo ela nos trouxe o chá, havia certa cerimônia para servi-lo. Junto com o chá vieram alguns biscoitos fofos e gostosos, caqui seco e um pegador curioso.

Escolhi o chá com uma berry coreana roxa, ele realmente ficava roxinho e bem gostoso. Dentro da xícara também havia uma flor feita de maçã, linda!

ha exposição de obras de arte da época e restaurações

Em todas as regiões históricas da cidade você pode alugar as roupas típicas da época e em algumas lojas há ate fotógrafos disponíveis, casais fazem fotos para casamento, por exemplo. Eu só não animei pelo frio que fazia. Em geral você paga 10 mil won pela hora.

É muito interessante observar a vida que as pessoas levavam há tanto tempo, há 600 anos já havia aquecimento central, os telhados simulando a paisagem, cada telha com um desenho diferente referente a época em que foi feita e atualmente os jovens coreanos investem na região.

Moradores retirando os caquis do pé

Em torno da Bukchon há diversas galerias de arte, moda, restaurantes e pequenos centros culturais que se misturam a arquitetura e nós faz viajar no tempo.

Não deixe de imergir na história andando por suas ruas e também visitar outros pontos como a Namsangol.

A vila Namsangol é bem preservada e possui até os jarros de kimichi da época

Você pode conseguir mais detalhes sobre as vilas hanok nesse link.

 

Onde você se sentiu viajando no tempo?

Comenta aqui!